Quinta-feira, 17 de Junho de 2004

críticas de bolso: dirigible e nabonga

dirigible

dirigible (1931)
de frank capra, com jack holt, ralph graves e fay wray

aventura saída das mãos de um rapaz de 34 anos chamado frank capra, a capitalizar a parceria de sucesso de holt e graves, e que tem um dirigível e dois pilotos a competir pelas atenções da menina fay wray. deve ter sido para variar de submarine, também realizado por capra dois anos antes, também com holt e graves, e que tem um submarino e dois marinheiros a competir pelas atenções da menina dorothy revier. ou de flight, do ano anterior, que tem aviões e dois pilotos competir pelas atenções da menina lila lee... neste caso temos uma tentativa de expedição aérea ao pólo sul mal sucedida, e uma missão de salvamento no veículo titular do filme. as cenas aéreas estão muito bem esgalhadas, principalmente se tivermos em conta as limitações da época em termos de efeitos, e são fascinantes. a acção é envolvente e o ritmo é excelente mas o triângulo amoroso é insípido e banal, apesar da presença de miss wray, que como toda a gente sabe era capaz de fazer perder a cabeça até a gorilas gigantes. (5/10)

nabonga

nabonga (1944)
de sam newfield, com buster crabbe e julie london

por falar em gorilas. nabonga tem buster crabbe, o flash gordon em pessoa, numa aventura africana, a tentar investigar o desaparecimento de um homem de negócios cujas fraudes levaram ao suicídio do seu pai. pelos vistos o tipo não sobreviveu à selva mas a filha anda por lá, acompanhada por um gorila, ou, mais especificamente, de um tipo num fato manhoso de gorila, que se tornou no seu protector. há ainda um casal de vilões que anda atrás do dinheiro com que o homem tinha fugido, uma espécie de triângulo amoroso envolvendo o símio do título, imagens de arquivo com fartura, combates com crocodilos de borracha e uma representação dos nativos que faz os filmes do tarzan parecer politicamente correctos. típica produção da prc, feita com o dinheiro que produtor levava no bolso para lanchar. dentro do fato de gorila está o mítico duplo ray "crash" corrigan, dono de uma carreira rica e variada onde interpretou, entre outros, naba o gorila, bonga o gorila, nbongo o gorila e zamba o gorila. como aventura é miserável mas melhora consideravelmente se visto como uma comédia. e acompanhado por quantidades substanciais de álcool. (2/10)

jorge

publicado por jorge às 03:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


.posts recentes

. o zombie faz hoje anos

. onde raio se meteu o zomb...

. o zombie não é surdo

. prémios lumière

. o zombie já viu: finding ...

. what about you, boy? you ...

. críticas de bolso: teenag...

. larry buchanan 1923-2004

. uma noite com ilsa

. críticas de bolso: night ...

.arquivos

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds