Terça-feira, 11 de Maio de 2004

crítica: dawn of the dead (2004)

somos todos feios de manhã

um filme de zack snyder
com sarah polley, ving rhames e jake weber
estados unidos, 2004 imdb

antes de mais nada gostava de confessar o meu fanatismo por zombies. sejam eles estúpidos, lentos, azuis, recordistas dos 100 metros, nazis, aquáticos, pernetas, manetas, cães, gatos ou em último caso o michael jackson a fazer o moonwalk. ponham-me á frente zombies que eu prefiro isso do que brincar com a minha pila. ainda dentro da área genital, erecção é a palavra que me vem à cabeça quando penso que estou a escrever esta critica do recém-estreado remake do clássico dawn of the dead de romero no blog do zombie. muitas e boas coisas há a dizer sobre a versão original mas admito que não sou digno para o fazer... é pá não sou! reconheço-o! e por isso mesmo vou falar da nova versão.

em relação a esta modernice de zack snyder só há uma coisa a dizer: apesar de ser muito inferior ao de 78, como peça de puro entretenimento funciona ao mais alto nível.

a premissa sobre a qual o filme assenta é a mesma do predecessor: mortos por enterrar regressam à vida procurando vitimas humanas, no entanto no meio do caos em que o mundo se encontra, um grupo de sobreviventes consegue barricar-se dentro de um centro comercial abandonado. durante o filme todo, snyder não se preocupa com dissertações filosóficas sobre a condição humana ou de pôr os personagens a pensar muito sobre os desígnios divinos por detrás dos zombies. não, neste filme não há ironias ou cansaços... há sim muita hemoglobina e estilhaços! o realizador optou por pedir emprestados a danny boyle os zombies rápidos e imprevisíveis de 28 days later e dar às personagens do seu dawn of the dead apenas tempo para reagir às constantes investidas dos predadores em decomposição. se juntarmos a isto violência gratuita e muito gore (bem hajam) temos um filme com momentos bem românticos. devo confessar que mal me tinha sentado na cadeira de cinema, já a tela estava repleta de furiosos não-vivos a causarem inúmeras baixas numa pacata localidade americana e uma amiga minha ao meu lado a soltar gritos e gemidos que mexiam com a parte mais doentia da minha libido. que alegria!

mas em suma e indo ao que interessa, apesar das personagens do filme serem algo estereotipadas (inclusive algumas mudam flagrantemente de personalidade para servirem os propósitos do argumento, como é o caso de cj o segurança do centro comercial) e o argumento muito mais simplista e pragmático em comparação com as escrituras sagradas de romero, o saldo deste dawn of the dead é francamente positivo, sendo um exercício que se apresenta tecnicamente bem limado e de uma ferocidade visual que lhe confere um ritmo electrizante. e mesmo que fosse uma grande merda, o que não é... é pá, é um filme que tem zombies!

(6/10)
pedro

publicado por jorge às 01:24
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 13 de Maio de 2004 às 13:03
É verdade, estes zombies chumbavam todos se fizessem um teste anti-doping! Mas que estavam à espera? Depois do que sofreram em 78, tinham que recorrer a outros metedos.
Quanto ao I'll See You In My Dreams, é provavelmente um dos melhores filmes feitos em Portugal, com um realizador espanhol e uma equipa de efeitos especiais/caracterização canadiana...partymouthchaos
</a>
(mailto:miguel.palhinha@netcabo.pt)


De Anónimo a 11 de Maio de 2004 às 14:44
Filme de zombies tens de ver o I'll See You In My Dreams. E é português! :) Passa pelo meu blog e dá um vista de olhos pela crítica.dermot
(http://cinephilus.blogspot.com)
(mailto:cinephilus@mail.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. o zombie faz hoje anos

. onde raio se meteu o zomb...

. o zombie não é surdo

. prémios lumière

. o zombie já viu: finding ...

. what about you, boy? you ...

. críticas de bolso: teenag...

. larry buchanan 1923-2004

. uma noite com ilsa

. críticas de bolso: night ...

.arquivos

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds