Terça-feira, 9 de Março de 2004

críticas de bolso: the fatal hour e dead men walk

prefiro ver filmes do que escrever sobre eles. não tenho tempo para escrever críticas de tudo o que vejo mas vou tentar ir colocando por aqui algumas notas sobre a maior parte. esta foi a sessão dupla de ontem à noite:

the fatal hour

the fatal hour (1940)
de william nigh, com boris karloff e grant withers

quarta volta para mr. wong, o detective asiático interpretado por boris karloff nas produções da monogram. um colega e amigo do inspector street foi encontrado morto enquanto investigava uma operação de contrabando. street pede ajuda a mr. wong no caso. e não podia faltar a bonita repórter robbie logan a meter-se por todos os cantos da investigação. não consigo resistir a estas coisas. como mistério é talvez demasiado linear, e, como sempre, contém algumas implausibilidades, mas adorei cada minuto. é o meu segundo mr. wong favorito dos cinco que vi (falta um!), logo a seguir ao primeiro capítulo mr. wong, detective. karloff continua a parecer tão chinês como eu mas pelo menos somos poupados aos estereótipos orientais de séries como a do charlie chan (da qual também gosto muito, apesar disso) ou do mr. moto. este inclui de bónus um ambiente meio noir e a investigação está mais distribuída pelos três protagonistas em vez de assentar exclusivamente no detective asiático. (6/10)

dead men walk

dead men walk (1943)
de sam newfield, com george zucco e dwight frye

estou numa fase de fascinio por estas produções da poverty row, o que é que vos posso dizer? e nada é mais poverty row do que um filme da prc, o mais pobre dos estúdios pobres. a condizer, dead men walk é uma história de vampiros pobre. e um bocadinho chata. tem o george zucco no papel de dois irmãos, um que se torna um vampiro e outro que tenta destrui-lo. tem algumas ideias diferentes (elwyn torna-se vampiro através dos seus estudos de magia negra) e duas sólidas interpretações do sempre interessante zucco, mas nada o salva do tédio. com pouco mais de uma hora este dead men walk parece, mesmo assim, longo demais. foi um dos últimos filmes de dwight frye (frankenstein) que morreu de ataque cardiaco no ano da sua estreia. (3/10)

jorge

publicado por jorge às 10:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. o zombie faz hoje anos

. onde raio se meteu o zomb...

. o zombie não é surdo

. prémios lumière

. o zombie já viu: finding ...

. what about you, boy? you ...

. críticas de bolso: teenag...

. larry buchanan 1923-2004

. uma noite com ilsa

. críticas de bolso: night ...

.arquivos

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds