Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2004

crítica: the final curtain

cortina rasgada

um filme de patrick harkins
com peter o'toole, adrian lester e aidan gillen
reino unido, 2002 imdb

o zombie anda com azar. parece que cada novo filme trazido do videoclube é uma desgraça maior que a anterior. the final curtain foi escrito por john hodge, o guionista de shallow grave e trainspotting, e tem o grande peter o'toole no papel principal. com estes dois a bordo a coisa não pode correr mal. pode?

jj curtis (o'toole) é um apresentador lendário na televisão inglesa. durante anos o seu concurso familiar the big prize foi campeão de audiências. é o júlio isidro de quando o júlio isidro ainda era o júlio isidro. o público adora-o e está a negociar um contrato para exportar o formato para a américa. mas os ratings estão a baixar, muito à conta da concorrência do jovem dave turner (gillen), e ainda por cima jj descobriu que tem um cancro.

uma confusão do caraças é o que isto é. o filme nunca decide o que quer ser e oscila aleatoriamente entre sátira, comédia negra, thriller, falso documentário, drama e tragédia sem qualquer tipo de lógica. o fio condutor da história, a investigação de um segredo sombrio no passado de jj e a guerra aberta entre os dois apresentadores pelo mercado americano, parece desenrascado, metido à pressão para unir as cenas que martelam a mensagem do filme sobre o actual estado da televisão. e se pelo meio notamos uma mão cheia de ideias boas elas só servem para, em última instância, sublinhar a miséria da execução pelo estreante patrick harkins.

a única nota positiva vai para os actores. é um prazer constatar que peter o'toole, aos 70 anos, continua em excelente forma. é pena que o filme não seja digno da sua brilhante interpretação. adrian lester carrega com brio o único personagem simpático do filme e aidan gillen é competente no retrato de um apresentador que é "uma mistura de sid vicious e pee-wee herman". mas os esforços dos protagonistas não conseguem salvar esta coisa, apenas torná-la um pouco mais tolerável.

the final curtain é uma desgraça. façam um favor a vocês próprios e mantenham-se afastados. se quiserem mesmo saber a que profundezas a televisão desceu nestes dias vejam o telejornal da tvi. é provável que se divirtam mais.

3/10
(estas classificações começam a parecer um disco riscado, mas pronto, o peter o'toole merece os três pontos)

ps: no filme o concurso apresentado por dave turner envolve homens que, a troca de prémios monetários, aplicam choques eléctricos às namoradas. quanto maior a voltagem maior o prémio. espero que o josé eduardo moniz veja este filme e ponha rapidamente algo semelhante no ar. o potencial é brutal. melhor ainda, como têm feito com os reality shows, podiam fazer uma versão vip. eu via.
jorge

publicado por jorge às 21:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. o zombie faz hoje anos

. onde raio se meteu o zomb...

. o zombie não é surdo

. prémios lumière

. o zombie já viu: finding ...

. what about you, boy? you ...

. críticas de bolso: teenag...

. larry buchanan 1923-2004

. uma noite com ilsa

. críticas de bolso: night ...

.arquivos

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

SAPO Blogs

.subscrever feeds